domingo, novembro 08, 2009


 "Eu sei como é se sentir extremamente pequena e insignificante e como isso dói em lugares que você nem sabia que tinha em você. E não importa quantos cortes de cabelo você faça, quantas vezes vá a academia ou quantas garrafas você toma com suas amigas, você continua indo pra cama todas as noites… repassando todos os detalhes e se perguntando o que fez de errado ou como pôde ter entendido errado.. ou como por aquele momento pensou que era feliz."

Filme: O Amor não tira férias

7 comentários:

Jou Jou Balangandã disse...

Cris, pra algumas coisas, não há novo corte de cabelo que dê jeito. Só o tempo mesmo.
Fique bem!
Bjos

Luna Cortez disse...

=~~

esse filme é lindamente perfeito.

Daniel disse...

Esse sentimento vai diminuindo a cada dia que passa até passar de vez e você estará pronta para uma nova fase na sua vida.

Beijo

Jefferson freire disse...

Não vi o filme, mas a pessoa estava em baixa no momento ou tentando levantar outra pessoa com uma experiência própria.

Bjos

Lucy disse...

Ja me senti assim pequenina como um grão de areia.

abraços Cris.

O Sibarita disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Ô, é assim é fia? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

O sentir-se bem faz parte do assim ou assado... kkkkkkkkkkkkk

Ainda bem, é o filme... kkkkk

bjs
O Sibarita

Sylvio de Alencar. disse...

Errar é humano. Mas, não destroi ninguém. A não ser que a pessoa tenha essa tendência...