segunda-feira, julho 23, 2007

"O amor nos tira o sono, nos tira do sério,
tira o tapete debaixo dos nossos pés,
faz com que nos defrontemos com medos e fraquezas
aparentemente superados, mas também com insuspeitada
audácia e generosidade. E como habitualmente tem um fim
- que é dor - complica a vida.
Por outro lado, é um maravilhoso ladrão da nossa arrogância.
Quem nos quiser amar agora terá de vir com calma,
terá de vir com jeito.
Somos um território mais difícil de invadir,
porque levantamos muros,
inseguros de nossas forças disfarçamos a fragilidade
com altas torres e ares imponentes.
A maturidade me permite olhar com menos ilusões,
aceitar com menos sofrimento,
entender com mais tranqüilidade,
querer com mais doçura.
Às vezes é preciso recolher-se".
[Lya Luft]

1 comentário:

Alice disse...

É mesmo um malandro, este amor!!!
Mas é bem verdade que nos torna mais generosos...
Beijinhos...