sábado, junho 04, 2011

Pergunta que não quer calar...

Por que?
Por que insisto tanto em beber dessa água,
Sabendo que ela me envenena?


Por que tento,
Mais e mais,
Galgar ao topo desse pico,
se no sopé,
Você me cobre de lava?

Por que vou ao teu longe,
Se o todo do brilho existido,
Transformou-se numa sombra,
Que só sabe perseguir-lhe?

Por que experimento a subida dessa escada,
Se ao final,
Encontrarei o nada,
Do qual cairei?

Por que meu interior clama a ausência
Que me fez vazio,
Se você viu o nosso convívio
Como uma demência?

Por que meu pensamento
Emplora um pensar-me,
Se de sua mente meu pensamento foi tirado?
Por que...?

Por que gostar,
É uma existência tão grande,
Que faz a gente,
Não gente.

Ricardo Marques

1 comentário:

Daý disse...

Os porques da nossa vida que raramente temos respostas!
beijos