quarta-feira, setembro 16, 2009

Nas minhas mãos...

Tenho,nas minhas mãos,
dois caminhos,
duas decisões,
mesmo quando tudo parece desabar
cabe a mim decidir,
entre rir ou chorar,
entre ir ou ficar,
entre desistir ou lutar

se o mar está revolto,
posso ficar na praia ou sair para pescar
e, talvez, nunca mais voltar

tenho,nas minhas mãos,
o bem e o mal
e entre eles, poucos pensamentos
um diz para fazer sem culpa,
o outro pensa,reflete e pede para esperar

enquanto o mundo se perde em erros,
posso me manter sereno, sem medo
porque tenho a chave da minha vida nas minhas mãos

então, hoje,
me sinto mais forte,
pois atravessei os desertos da alma,
amei quem não me amou,
e deixei de lado quem muito me amava.

atravessei caminhos nem sempre floridos,
que deixaram marcas profundas em mim
mas amei e fui amado...

por isso, tenho nas minhas mãos,
bem mais que a vida,
tenho a dúvida
e a certeza,
a esperança
e o medo,
o desejo
e a apatia,
o trabalho
e a preguiça

e me dou o direito de errar,
sem me cobrar
e acertar,
sem me gabar.

porque descobri
no caminho incerto da vida,
que o mais importante é o decidir.

e decidi,
de uma vez por todas ser simplesmente feliz
e esse caminho não tem volta...

[Paulo Roberto Gaefke]

5 comentários:

Jou Jou Balangandã disse...

Ei Cris!
Lindissimo esse texto. Eu recebi de um amigo no domingo, e postei no blog. É o tipo da coisa que vale a pena relar, sempre!

Bjos

Daniel disse...

Cris, achei maravilhoso!

Tenho lido muitoas textos, poesias e etc... em blogs ultimamente que tem me feito pensar, e essa sua postagem foi uma delas.

Obrigado.

Tem uma música minha que fiz quando fiquei triste por uma situação ocorrida comigo que diz justamente isso, mas com outras palavras. É mais ou menos assim:

"Tenho uma bomba e uma Rosa e duas opções pra escolher..."

Beijo

Lucy disse...

Tbem achei lindo o texto é reflexivo faz a gente pensar ...adoro textos assim!

Cris
...queria te agradecer pelos parabéns,muito obrigada viu.


beijo

*

ventosnaprimavera disse...

Bom dia, sou seguidor novo, poesia linda que demonstra que apesar das barreiras podemos ter nossa vida em nossas próprias mãos.Parabéns.Arnoldo Pimentel

Se puder visite meu blog, será um prazer receber sua visita e caso queira ser seguidor,será uma honra.
http:ventosnaprimavera.blogspot.com

Desde já obrigado, beijo no coração.

O Sibarita disse...

Oi menina! Porreta esse texto do Paulo Roberto, a felicidade está na simplicidade...

O texto é mesmo um chamado para a reflexão dos dias!

Demais!

bjs
O Sibarita